Vendas pela web devem dobrar até 2021, atesta pesquisa do Google

35333695_ml (1)

O Google divulgou nesta semana uma pesquisa que deixou em polvoroso o comércio eletrônico no Brasil. O estudo identificou que as vendas online poderão dobrar seu faturamento no varejo até 2021, crescendo em média 12,4% ao ano. Isso indica que as vendas vão dobrar em cinco anos, alcançando R$ 85 bilhões. Um dos fatores determinantes? Os smartphones. Esses pequenos notáveis terão maior participação nas compras e vão turbinar os investimentos em iniciativas com foco em mobile.

crescimento-do-comercio-eletronico-google-pesquisa

Para ter em mente

1) Segundo a pesquisa do Google, nos próximos 5 anos, mais 27 milhões de pessoas irão fazer sua primeira compra online, totalizando 67,4 milhões.

2) Até o final de 2016, a previsão é de que 19% das vendas online deverão ocorrer em dispositivos móveis. Em 2021, a participação pode alcançar 41%.

3) Os consumidores serão mais informados e os varejistas terão foco cada vez maior em entender as motivações, comportamentos e afinidades deles.

 

 

loja_online

 

Como foi feita a pesquisa?

O levantamento foi realizado entre os dias 14 e 22 de março de 2016 com cerca de 4.500 pessoas nas faixas etárias de 16 a 75 anos. Cada participante respondeu as questões sobre três categorias de produtos. As questões foram selecionadas aleatoriamente e com base nas compras realizadas nos últimos 3 meses,  online ou offline.

A pesquisa contempla 14 categorias: roupas e acessórios, calçados, móveis, beleza e cosméticos, livros, eletroportáteis, eletrodomésticos, artigos e roupas esportivas, televisores, computadores e periféricos, equipamentos de áudio e vídeo, tablets, smartphones e alimentos e bebidas.

Os principais itens de consumo online

Com o amadurecimento desses consumidores, a lista de itens comprados será ampliada. Roupas, calçados, beleza e alimentos devem crescer acima da média do e-commerce, ampliando sua participação já em 2018. A previsão é de que artigos e roupas esportivas e livros cresçam 17%. Já roupas e beleza, 15%, entre 2016 e 2021, acima da média anual de 12,4%.

De acordo com o estudo do Google, 19% das vendas totais do varejo restrito offline (desconsiderando alimentos e bebidas) já sofrem influência do meio digital. As vendas alcançar R$ 165 bilhões até o final de 2016, e até 2021 essa influência deve crescer ainda mais, chegando a 32% das vendas.

Leia Mais

Vendas na internet no Brasil devem dobrar até 2021, indica Google

Vendas pela internet devem dobrar até 2021, diz pesquisa do Google

by Equipe Goobec

Deixe uma resposta